Responsabilidade Social

Mídia e Sociedade do espetáculo: Uma manifestação do direito penal do Inimigo

Defesa e Promoção dos Direitos Humanos e da Igualdade Étnico Racial

Unidade: Umuarama

Titulação: Mestrado - Atividade: Pesquisa Institucional

Cod. CNPQ: 0006010000 – Direito

Núcleo de Pesquisa: Ciências Humanas e Sociais Aplicadas

Linha de Pesquisa: Jurisdição Constitucional e Direitos Fundamentais

Professora: Fernanda Garcia Velasquez

Resumo: Sensacionalismo e espetáculo são cada vez mais presentes no dia a dia, seja no espaço midiático televisivo ou nas redes sociais. Diante da frequência desses fenômenos, em especial o sensacionalismo midiático vivenciado no jornalismo televisivo, que pugna cada vez mais por picos de audiência a despeito do respeito aos direitos de personalidade da pessoa humana, refletindo severa e drasticamente na alienação da opinião pública e na formação de um discurso de ódio.

Além do jornalismo televisivo, atualmente as redes sociais têm sido meios propícios para a disseminação do ódio, dado que, pessoas de bem ao usarem e compartilharem suas vidas e "ideias" nas redes sociais acabam por agir, inconscientemente, como “ativistas desse ódio”. Isso se explica porque, quando alguém pública algo na rede social é normal outras pessoas compartilharem a publicação promovendo a concordância ou a discordância daquilo que viram e, quanto mais polêmica for a postagem, maior o número de "likes", o que incendeia o ego e satisfaz rasamente a carência humana.

Tudo isso, tendo como contraponto que as figuras expostas, condenadas popularmente, lançadas ao fogo das redes sociais são, na maioria das vezes, pessoas desprovidas de recursos sociais e econômicos, o que as marginalizam e as rotulam ainda mais, fazendo delas o "inimigo".

Mídia e Sociedade do espetáculo: Uma manifestação do direito penal do Inimigo