Responsabilidade Social

Atividade antibacteriana de extratos aquosos de plantas medicinais (Uncaria Tomentosa, Tanacetum Vulgare, Bidens Sulphurea (CAV.) Sch. Bip.) frente à cepas padrão e bactérias isoladas de secreção vaginal e urina

Inovação Tecnológica

Unidade: Umuarama

Titulação: Doutorado - Atividade: Pesquisa Institucional

Cod. CNPQ: 0002120000 - Microbiologia

Núcleo de Pesquisa: Ciências Biológicas, Agrárias e Tecnológicas

Linha de Pesquisa: Farmacologia, toxicologia e terap. experimental

Professoras: Evellyn Claudia Wietzikoski Lovato - Francislaine Aparecida dos Reis Lívero - Samantha Wietzikoski Sato

Resumo: As infecções urinárias de repetição acometem principalmente as mulheres, em especial no período da menopausa, devido vários fatores locais causados pelo hipoestrogenismo. A maioria dos microrganismos que infectam o trato urinário derivam principalmente da flora intestinal, e nas mulheres os casos de bacteriúria geralmente são precedidos de colonização da uretra e do introito vaginal com enterobacteriaceae oriundas da flora retal. O tratamento das infecções urinárias de repetição com antibióticos alopáticos geralmente é longo, de difícil aderência, custo elevado, e ainda apresenta o risco de promover a resistência bacteriana. Portanto, a busca por novas plantas medicinais com ações antimicrobianas é almejada por cientistas e pesquisadores do mundo todo.

O objetivo deste trabalho é avaliar a ação da atividade antibacteriana dos extratos aquosos de três plantas medicinais (Uncaria tomentosa, Tanacetum vulgare e Bidens sulphurea (Cav.) Sch. Bip.) frente a cepas padrão de bactérias gram-positivas [Streptococcus pyogenes (NEWP0015), Staphylococcus aureus (ATCC25923), Enterococcus faecalis (ATCC29212)], gram-negativas [Proteus mirabilis (NEWP0133), Escherichia coli (ATCC25922), Pseudomonas aeruginosa (ATCC27853)] e frente a bactérias isoladas de cultura de secreções vaginais e de urina de mulheres menopausadas com o diagnóstico de infecção do trato geniturinário de repetição. Para isto será realizada a análise da composição química dos extratos hidroetanólicos, determinação da concentração inibitória mínima (CIM) e concentração bactericida mínima (CBM), avaliação do antibiograma e sinergismo com os antibióticos metronidazol, amoxacilina, levofloxacina e norfloxacina.

 

Atividade antibacteriana de extratos aquosos de plantas medicinais (Uncaria Tomentosa, Tanacetum Vulgare, Bidens Sulphurea (CAV.) Sch. Bip.) frente à cepas padrão e bactérias isoladas de secreção vaginal e urina