Responsabilidade Social

Atividade bactericida de Tropaeolum Majus L. frente a Staphylococcus sp. produtores ou não de biofilmes e com presença ou ausência do gene meca

Inovação Tecnológica

Unidade: Umuarama

Titulação: Doutorado - Atividade: Pesquisa Institucional

Cod. CNPQ: 0005050200 – Medicina Veterinária Preventiva

Núcleo de Pesquisa: Ciências Biológicas, Agrárias e Tecnológicas

Linha de Pesquisa: Medicina Veterinária Preventiva

Professora: Lisiane de Almeida Martins

Resumo: Os extratos botânicos têm mostrado atividade antimicrobiana frente a bactérias, principalmente as Gram positivas. Porém sabe-se que muitos micro-organismos podem causar mastite e os perfis de sensibilidade das linhagens bacterianas podem variar muito em cada região. O objetivo desse trabalho é verificar a atividade bactericida de Tropaeolum majus L. frente a isolados de Staphylococcus spp. isolados de mastite bovina com perfil de patogenicidade diferentes, verificar a viabilidade da utilização de Tropaeolum majus L. no tratamento de mastite bovina e sua associação com diversos antibióticos e verificar a viabilidade da utilização de Tropaeolum majus L. na prevenção mastite bovina, com sua utilização no pré e pos-dipping. As folhas de T. majus serão coletadas no Horto de Plantas Medicinais da Universidade Paranaense (UNIPAR), localizado na cidade de Umuarama - PR.

Os extratos hidroetanólicos de Tropaeolum majus (EHTM) obtidos serão filtrados, concentrados e posteriormente, liofilizado. Serão testadas amostras de Stahylococcus spp. mantidos na bacterioteca do Laboratório de Medicina Veterinária Preventiva e Saúde Pública do mestrado em Ciência Animal, provenientes de projetos anteriores, de diferentes regiões do estado do PR. Em cada microplaca de 96 poços, serão testadas 4 amostras em triplicata bem como os controles positivos e negativos nas diferentes concentrações do extrato, o meio BHI, e as amostras de micro-organismos, respectivamente. As placas serão homogeneizadas e incubadas a 37°C durante 24 horas. Será considerado crescimento de bactérias na concentração inibitória mínima, que apresentarem qualquer intensidade da tonalidade rósea, após a incubação.

Para cada amostra será efetuada um antibiograma, segundo CLSI (2013) avaliando cada amostra a ampicilina, oxacilina, cefalotina, ceftiofur, clindamicina, gentamicina, eritromicina, enrofloxacina, sulfonamida, sulfa + trimetoprim e tetraciclina. Paralelamente, será efetuado o antibiograma em uma segunda placa, e adicionado 10µL de extrato alcoólico de Tropaleolum majus na concentração que demonstrou atividade bactericida. Desta forma, pode-se verificar a atuação do extrato de forma individual e associadas aos antibióticos, possibilitando observar a presença ou não de sinergismo.

Atividade bactericida de Tropaeolum Majus L. frente a Staphylococcus sp. produtores ou não de biofilmes e com presença ou ausência do gene meca