Responsabilidade Social

Avaliação clínica do uso de Tacrolimus pomada 0,05% no tratamento da otite externa de cães com dermatite atópica canina: um estudo randomizado duplo cego, controlado por controle positivo

Inovação Tecnológica

Unidade: Umuarama

Titulação: Mestrado - Atividade: Pesquisa Institucional

Cod. CNPQ: 0004060300 – Medicina Preventiva

Núcleo de Pesquisa: Ciências Biológicas, Agrárias e Tecnológicas

Linha de Pesquisa: Medicina Veterinária Preventiva

Professora: Regiane Pereira Baptista da Silva

Resumo: A dermatologia veterinária, dentre as especialidades existentes na Medicina Veterinária, se apresenta de maneira diferenciada, por ser de caráter multifatorial, podendo haver envolvimento sistêmico ou não. A preocupação atual são as enfermidades alérgicas dos animais domésticos seres humanos potencialmente importe na dermatologia. Dentre as afecções alérgicas temos a Dermatite Alérgica à saliva da Pulga (DASP), sendo a mais frequente a Dermatite Atópica e/ou Alergia alimentar e segundo afecção mais frequente que acometem cães e gatos. 

A atopia canina é uma enfermidade crônica, inflamatória multifatorial de caráter genético e pruriginosa, onde o indivíduo apresenta uma alteração genética da pele ocasionando uma disfunção da barreira cutânea facilitando a penetração de antígenos pela cutis, levando a um quadro de hipersensibilidade mediada IgE em relação a alérgeno ambientais, desenvolvendo o sinais clínicos mais comuns, como pápulas, eritema, prurido e edema e otite crônica. O prurido é definida como sensação desagradável que manifesta no paciente o desejo de se coçar, podendo ser localizado ou generalizado, sendo a principal queixa do proprietário, caracterizado pelo ato, esfregar, arranhar, pressionar, mordiscar, mastigar ou lamber e sua intensidade uma vez considerada patológica (coça acima de 30% ou mais do tempo disponível), pode ser classificado em leve, moderado e severo, ou quantificar por nota, no qual considera-se nota = 0 animal apenas com prurido fisiológico e nota = 10 para prurido extremo.

O tratamento visa diminuir a exposição ao alérgeno e principalmente o controle do prurido pela introdução da terapia tópica e/ou sistema pelo uso de anti-histamínicos e/ou glicocorticóides, imunomoduladores e coadjuvantes como umectantes, emoliente, hidratantes, antibioticoterapia e antifungicos onde apresenta dados em abundantes na pesquisa científica sobre sua eficácia. A maior preocupação é que pelo uso continuo dos glicocorticoides os pacientes desenvolvem efeitos colaterais graves. O uso do tacrolimus em humanos vem sendo utilizado para o tratamento de dermatite atópica na concentração 0,03% a 1,0% por via tópica para o controle do prurido e das lesões. Estudos em cães foram relatados nas concentrações de 0,03%, 0,05% e 0,1%, na forma de loção e pomada.

O objetivo deste estudo é avaliar a eficácia do tacrolimus 0,1% pomada como terapia tópica no tratamento de otite externa em cães atópicos,controlados com controle positivo e submetidos ao teste intradérmicos e identificação dos alérgenos para padronização dos dados sobre as reações de hipersensibilidade e a resposta ao tratamento proposto, atendidos na rotina do Hospital Veterinário - UNIPAR.

Avaliação clínica do uso de Tacrolimus pomada 0,05% no tratamento da otite externa de cães com dermatite atópica canina: um estudo randomizado duplo cego, controlado por controle positivo