Responsabilidade Social

Caracterização de fungos com atividade biológica

Inovação Tecnológica

Unidade: Umuarama

Titulação: Doutorado - Atividade: Pesquisa Institucional

Cod. CNPQ: 0002120200 - Microbiologia Aplicada

Núcleo de Pesquisa: Ciências Biológicas, Agrárias e Tecnológicas

Linha de Pesquisa: Coleta, caracter. e conservação de germoplasma

Professora: Giani Andrea Linde Colauto

Resumo: O reino fungi possui 14.000 espécies de cogumelos conhecidos. Esses basidiomicetos em geral produzem exopolissacarídeos, enzimas e biomassa micelial com importantes atividades biológicas como antioxidante e antitumoral. Estes compostos são uma opção para o desenvolvimento de novas substâncias para as indústrias têxteis, alimentícias, farmacêuticas entre outras. Além da produção de biomassa e biocompostos, os basidiomicetos possuem a capacidade de concentrar ou translocar minerais como o ferro e zinco que apesar de serem amplamente encontrados são de difícil biodisponibilidade.

Sendo assim, o objetivo deste projeto é avaliar a  produção  de  biomassa, exopolissacarídeo, atividade antioxidante, celulolítica e proteolítica, capacidade de bioacumulação de ferro e zinco em fungos basidiomicetos pertencentes à micoteca ao Laboratório de Biologia Molecular da Unipar. Serão utilizados 42 fungos que terão o seu vigor de crescimento recuperado. Para a produção de biomassa e exopolissacarídeos será utilizado meio líquido contendo extrato de malte (20 g/L). A determinação de atividade antioxidante será feita pelo método 1,1-difenil-2-picrilhidrazil (DPPH), a determinação de celulase será utilizada o método do Vermelho do Congo (2%), para determinação de protease será utilizado o método de solução saturada de sulfato de amônio (76%), e para a capacidade de bioacumulação de minerais o meio será composto de agar extrato de malte (2%) acrescido de ferro (50 ppm) ou zinco (7,5 ppm). Os minerais bioacumulados serão determinados por Espectrofotômetro de Absorção Atômica de chama.

Com este projeto, espera-se  triar  as  características dos fungos basidiomicetos da micoteca do Laboratório de Biologia Molecular da Universidade Paranaense para o desenvolvimento de compostos de interesse de diversas áreas industriais. Ademais, espera-se identificar fungos bioacumuladores de metais e avaliar a biodisponibilidade destes compostos visando desenvolver alimentos com alto valor funcional e possíveis substitutos de carreadores de ferro de alta biodisponibilidade  para  a  reposição  deste  composto  em tratamentos farmacológicos. Este projeto é parte de um projeto maior, desenvolvido pelo grupo de professores do Mestrado em Biotecnologia Aplicada à Agricutltura que foi financiado pela CAPES com quatro bolsas integrais para o Mestrado. Nesta etapa do projeto visamos orientar dois alunos de mestrado sendo um com bolsa CAPES.

Caracterização de fungos com atividade biológica