Responsabilidade Social

Fungo micorrízico arbuscular, ácido húmico e fósforo no crescimento e atividade antimicrobiana de óleo essencial de plantas medicinais

Inovação Tecnológica

Unidade: Umuarama

Titulação: Doutorado - Atividade: Pesquisa Institucional

Cod. CNPQ: 0005010000 – Agronomia

Núcleo de Pesquisa: Ciências Biológicas, Agrárias e Tecnológicas

Linha de Pesquisa: Biotecnologia aplicada à microbiologia agrícola

Professor: Odair Alberton

Resumo: As plantas Lippia alba e Foeniculum vulgare, conhecidas popularmente como erva-cidreira e funcho, respectivamente, possuem óleo essencial (OE) com atividade antimicrobiana reconhecida. No entanto, esses OEs apresentam baixo rendimento e, podem sofrer variabilidade em sua composição química. Devido a isso, torna-se de grande valia a investigação da aplicação dos microrganismos do solo e sua influência sobre os OEs. Os fungos micorrízicos arbusculares (FMAs) vêm se mostrando eficazes no estímulo do crescimento vegetal pela maior adsorção de fósforo (P) e água do solo e apresenta a capacidade de aumentar o rendimento e modificar os componentes dos OEs.

Já o ácido húmico (AH), se mostra eficaz no desenvolvimento radicular e processos metabólicos, mas pouco se sabe sobre a sua influência sobre os OEs e quais são os efeitos em conjunto com a inoculação de FMA e a adição de P ao solo. Em vista disso, o objetivo desta pesquisa é inocular o FMA Rhizophagus clarum com a adição de AH e P nas plantas erva-cidreira e funcho e posteriormente avaliar o desenvolvimento da planta, o rendimento e a caracterização química dos OEs e a atividade antimicrobiana dos mesmos frente aos fungos Fusarium solani, F. oxysporum f. sp. cubense, F. oxysporum f. sp. lycopersici, Rhizoctonia solani, Macrophomina phaseolina, Sclerotium rolfsii e as bactérias Xanthomonas axonopodis pathovar begoniae, Bacillus cereus, Shigella flexneri, Salmonella typhi e Staphylococcus aureus.

O delineamento experimental será inteiramente casualizado com 6 repetições por tratamento em um fatorial de 2x2x2 (Com e sem FMA, P e AH no solo), num total de 48 unidades experimentais para cada planta. Serão determinados à abundância de esporos e a colonização radicular por FMA, o desenvolvimento da planta, índice de clorofila, além do rendimento e composição química do OE e sua ação antimicrobiana. Quanto aos resultados, espera-se um aumento na biomassa das plantas e no rendimento dos OEs, a alteração na composição química dos mesmos, além de potencializar a atividade antimicrobiana.

Fungo micorrízico arbuscular, ácido húmico e fósforo no crescimento e atividade antimicrobiana de óleo essencial de plantas medicinais