Responsabilidade Social

Investigação dos efeitos hipolipemiantes e antiaterogênicos de plinia cauliflora em modelo experimental de aterosclerose

Inovação Tecnológica

Unidade: Umuarama

Titulação: Doutorado - Atividade: Pesquisa Institucional

Cod. CNPQ: 0004030000 - Farmácia

Núcleo de Pesquisa: Ciências Biológicas, Agrárias e Tecnológicas

Linha de Pesquisa: Farmacologia, toxicologia e terap. experimental 

Professores: Emerson Luiz Botelho Lourenço - Ana Paula Cestari Rodrigues Hulsmeyer - Douglas Rossi Jesus

Resumo: A aterosclerose (ATE) é caracterizada por ser uma doença de origem multifatorial e crônico-inflamatória, que ocorre em resposta à uma lesão no endotélio vascular das artérias. É a causa dissimulada de infarto do miocárdio, acidente vascular encefálico, morte cardíaca súbita, etc. Assim como a ATE a hipertensão arterial sistêmica (HAS) é uma doença crônica caracterizada pelo aumento da pressão exercida pelo sangue no interior dos vasos sanguíneos, com  valores iguais ou superiores a 140/90 mmHg. Dentre os fatores de risco para o desenvolvimento da HAS destacam-se a idade, obesidade, estresse, vida sedentária, alcoolismo, tabagismo e o sexo.

Sabe-se também que o estrogênio tem efeito cardioprotetor importante. Assim, mulheres em menopausa tem maior incidência de doenças cardiovasculares, como HAS e ATE. No Brasil, assim como no mundo existe alta prevalência destas enfermidades, o que faz com que este tema desperte grande preocupação e seja tratado como questão de saúde pública. O tratamento para a HAS é realizado através da administração de antagonistas dos canais de cálcio, inibidores da enzima conversora de angiotensina, diuréticos, entre outros. Já a ATE é tratada com estatinas, inibidores da absorção de colesterol, fibratos, sequestrantes de ácidos biliares, ácido nicotínico dentre outros. Entretanto, por se tratar de quadros crônicos cujos tratamentos devem ser prolongados, alguns efeitos colaterais podem ser observados em parte  dos  pacientes. 

Assim, estudos que avaliam os efeitos farmacológicos e de segurança de derivados vegetais para o controle e/ou auxílio no tratamento da HAS associada a doença aterosclerótica são extremamente relevantes e necessários. Neste sentido, uma espécie promissora para o desenvolvimento de um fitoterápico é a Plinia cauliflora. (Myrtaceae), planta amplamente utilizada na etnobotânica do Brasil. Assim, o presente projeto propõe investigar os efeitos hipolipemiantes do extrato aquoso obtido de P. cauliflora em coelhos nova zelândia submetidos à um modelo experimental de aterosclerose .

Investigação dos efeitos hipolipemiantes e antiaterogênicos de plinia cauliflora em modelo experimental de aterosclerose