Responsabilidade Social

Monitoramento de início e fim de pega em misturas cimentícias através do método de ultrassom

Inovação Tecnológica

Unidade: Umuarama

Titulação: Doutorado - Atividade: Pesquisa Institucional

Cod. CNPQ: 0003010000 – Engenharia Civil

Núcleo de Pesquisa: Ciências Biológicas, Agrárias e Tecnológicas

Linha de Pesquisa: Desenvolvimento e aplicações de produtos

Professor: Everlei Camara

Resumo: Dentre os materiais construtivos no mercado, o que mais se destaca é o concreto, pela sua versatilidade, adaptabilidade, baixo custo e não-reatividade, tornando-o o material mais utilizado na construção civil. Para tanto, há a necessidade real de estudar suas características com rigor, a fim de defini-las com nitidez. O tempo de pega é uma propriedade importante do concreto, pois define o momento em que o concreto deixa de ser trabalhável, que devido à mistura de água e cimento, tem início às reações químicas e físicas. Esta propriedade é dividida em início e fim de pega. No início da pega, a pasta apresenta elevação na temperatura e aumento da viscosidade, que ocorre em razão da reatividade química entre a água e o cimento. Ao fim da mesma, a argamassa se encontra em estado sólido, porém ainda em fase de ganho de resistência.

Os instrumentos convencionais indicados pelas normas NBR NM 65 e ASTM-C403, usualmente aplicados para medição do tempo de pega, são o aparelho Vicat e Penetrômetro de Proctor, que consistem em agulhas de penetração que verificam a consistência do concreto ao longo do tempo, que em seu processo danificam a estrutura da amostra. Apesar de estes métodos serem os principais para coleta dos dados da pega, a evolução tecnológica permitiu que aparelhos eletrônicos coletassem dados com exatidão e continuidade, sem deterioração do corpo de prova, diminuindo margens de erros propiciadas pelo manuseio humano, como má manutenção do aparelho, impossibilidade de obtenção de dados em curtos períodos de tempo, omissão e negligência de dados, aplicação errônea do aparelho, e falta de treinamento do operador.

Neste âmbito, a utilização do método da velocidade de pulsos ultrassônicos tem sido objeto de estudo para análise das propriedades do concreto. O ensaio permite a investigação das características de misturas cimentícias, sendo que, seu uso como instrumento de determinação de início e fim de pega ainda não está padronizado, pois vários estudos realizados ainda não levaram a um consenso.

Monitoramento de início e fim de pega em misturas cimentícias através do método de ultrassom