Responsabilidade Social

Avaliação da capacidade antioxidante dos extratos aquosos e etanólicos das folhas e do rizoma de zingiber officinale roscoe e alpinia purpurata (Vieill.) K. Schum. (Zingiberaceae) do Horto de Plantas Medicinais da Unipar, Campus Umuarama-PR

Melhoria das Condições de Vida da População e Ações de Inclusão

Unidade: Umuarama

Titulação: Doutorado - Atividade: Pesquisa Institucional

Cod. CNPQ: 0002100100 - Farmacologia Geral

Núcleo de Pesquisa: Ciências Biológicas, Agrárias e Tecnológicas

Linha de Pesquisa: Farmacologia, toxicologia e terap. experimental

Professores: Andreia Assunção Soares - Ricardo de Melo Germano

Resumo: As plantas da família Zingiberaceae são amplamente utilizadas como erva, especiaria ou condimento, e também são conhecidas por uma variedade de propriedades medicinais. A utilização dos compostos bioativos de especiarias principalmente da família Zingiberaceae, tem sido de grande interesse na pesquisa e no desenvolvimento de produtos naturais na indústria médica e farmacêutica. Dessa forma, o objetivo do presente trabalho será avaliar a capacidade antioxidante (in vitro) dos extratos aquosos e etanólicos de folhas e rizomas das plantas Zingiber officinale Roscoe e Alpinia purpurata (Vieill.) K. Schum. (Zingiberaceae) conhecidos popularmente como gengibre e gengibre-vermelho, respectivamente.

Avaliação da capacidade antioxidante dos extratos aquosos e etanólicos das folhas e do rizoma de zingiber officinale roscoe e alpinia purpurata (Vieill.) K. Schum. (Zingiberaceae) do Horto de Plantas Medicinais da Unipar, Campus Umuarama-PR