Responsabilidade Social

Avaliação da utilização de extrato de beterraba (Beta vulgaris.) na evidenciação do biofilme dentário. Análise in situ.

Melhoria das Condições de Vida da População e Ações de Inclusão

Unidade: Umuarama

Titulação: Doutorado - Atividade: Pesquisa Institucional

Cod. CNPQ: 0004020800 - Odontologia Social e Preventiva

Núcleo de Pesquisa: Ciências da Saúde e Desenvolvimento Humano

Linha de Pesquisa: Aval. pré-clinica e clínica de produtos em saúde

Professora: Ana Carolina Soares Fraga Zaze

Resumo: A presença do biofilme dental é considerada um dos fatores etiológicos das duas principais doenças bucais, a cárie e as doenças periodontais, portanto seu controle é essencial para a manutenção de uma condição de saúde bucal satisfatória. O biofilme é uma película pegajosa composta por bactérias e restos alimentares, que se encontra aderida sobre a superfície dental. A remoção do biofilme depende da qualidade da escovação dentária, não somente da frequência de sua realização. Um dos métodos mais aceitos pelos profissionais da área da odontologia e a população para potencializar a remoção do biofilme dentário é sua evidenciação, que permite uma melhor visualização e facilita a identificação dos locais onde o biofilme se acumula com maior facilidade, otimizando sua remoção por meio da escovação e utilização do fio dental.

Atualmente, existe uma tendência para a diminuição da utilização de pigmentos sintéticos, principalmente na indústria alimentícia; na América do norte e nos principais países europeus, o uso destes produtos já foi proibido. Os evidenciadores sintéticos utilizados atualmente na odontologia podem provocar alergias e pigmentar restaurações estéticas. Com base neste fato, o objetivo do presente trabalho é analisar a capacidade de evidenciação do biofilme dentário apresentada por um extrato de beterraba (Beta vulgaris), de origem vegetal, quando comparado a um evidenciador sintético, verificando a possibilidade de utilização deste produto na clínica odontológica, diminuindo o risco de alergias na população. Para tanto, serão realizada uma análise “in situ”, onde o extrato será diluído em diferentes   concentrações e aplicado sobre o biofilme dentário formado sobre blocos de esmalte, em um dispositivo intrabucal. Os dados obtidos serão analisados e os resultados determinarão a possibilidade de utilização do extrato de beterraba (Beta vulgaris) como evidenciador do biofilme dentário.

Avaliação da utilização de extrato de beterraba (Beta vulgaris.) na evidenciação do biofilme dentário. Análise in situ.