Responsabilidade Social

Avaliação do efeito da pomada a base de Casearia sylvestris Sw. no tratamento de estomatite protética

Melhoria das Condições de Vida da População e Ações de Inclusão

Unidade: Umuarama

Titulação: Doutorado - Atividade: Pesquisa Institucional

Cod. CNPQ: 0004060000 - Saúde Coletiva

Núcleo de Pesquisa: Ciências da Saúde e Desenvolvimento Humano

Linha de Pesquisa: Aval. pré-clínica e clínica de produtos em saúde

Professoras: Daniela de Cassia Faglioni B. Ceranto - Ezilda Jacomassi - Zilda Cristiani Gazim

Resumo: A estomatite protética (EP) é uma lesão bastante prevalente e chega a atingir 65% dos usuários de prótese total superior. Sua etiologia é multifatorial, o que dificulta o tratamento. Como a infecção por Candida albicans exerce o papel mais importante no desenvolvimento deste tipo de lesão, visto que, pode iniciar, manter e/ou exacerbar tal alteração, o tratamento antifúngico é quase sempre requerido associado à instrução de higiene da prótese. Quando se trata do uso de antifúngicos, sejam tópicos ou sistêmicos, podem ocorrer efeitos colaterais. Recentemente, novos paradigmas foram criados a respeito do conceito de saúde/doença e esta visão se caracteriza, principalmente, pela ideia de que a saúde não é simplesmente a ausência de doenças, e sim à sensação de bem-estar físico, emocional e social. Esta mudança tem favorecido o aparecimento e fortalecimento das chamadas correntes terapêuticas alternativas, tais como a medicina chinesa, a acupuntura, a fitoterapia, a homeopatia, dentre outras. Algumas das quais já aprovadas para o uso na Odontologia, pelo Conselho Federal de Odontologia.

Várias plantas nativas têm tido suas propriedades farmacológicas investigadas, dentre elas destaca-se a Casearia sylvestris, popularmente conhecida como: guaçatonga, herva-de-brugre, pau-de-lagarto, erva-de-pontada ou chá-de-bugre. Esta espécie vegetal é muito difundida na medicina popular, devido as suas propriedades antissépticas, antivirais, antifúngicas, antiúlcera e cicatrizantes. Trabalhos  na  área odontológica, inclusive, demonstram a sua utilização na forma de pomada para tratamento de diversas alterações orais. Neste contexto, o presente estudo tem como objetivo avaliar o efeito da pomada a base de Casearia sylvestris Sw. no tratamento de estomatite protética.

Avaliação do efeito da pomada a base de Casearia sylvestris Sw. no tratamento de estomatite protética