Responsabilidade Social

Condição bucal de pacientes hospitalizados: epidemiologia, avaliação clínica e citológica

Melhoria das Condições de Vida da População e Ações de Inclusão

Unidade: Cascavel

Titulação: Mestrado - Atividade: Pesquisa Institucional

Cod. CNPQ: 0004060000 – Saúde Coletiva

Núcleo de Pesquisa: Ciências da Saúde e Desenvolvimento Humano

Linha de Pesquisa: Saúde Coletiva

Professoras: Eliana Cristina Fosquiera Orbem - Daniela de Cassia Faglioni B. Ceranto

Resumo: A cavidade bucal dos pacientes hospitalizados representa um sítio significativo para contaminação microbiológica no âmbito  das  infecções  nosocomiais, principalmente nos pacientes em Unidade de terapia intensiva, oncológicos  sob  quimioterapia  e  em  cuidados  paliativos,  que  são  potenciais  fontes  de infecção. Pesquisas demonstram a importância da atuação de um cirurgião-dentista no ambiente hospitalar para a prevenção de agravos sistêmicos e infecções    cruzadas, bem como para a promoção da saúde bucal.

O estudo da avaliação microbiológica da cavidade bucal de pacientes hospitalizados em Unidades de Terapia Intensiva, pacientes oncológicos e pacientes em Cuidados Paliativos é de extrema importância, uma vez os índices de infecções nosocomiais são evidentes e podem acarretar na complicação do quadro sistêmico e até levá-lo à óbito. A abordagem bucal do paciente durante a internação pode reduzir o tempo de permanência no hospital e reduzir custos. Compreende-se também, que a presença de um cirurgião-dentista na equipe satisfaz aspectos psicológicos,  econômicos, e principalmente na melhora da qualidade de vida do paciente.

A proposta desta pesquisa é demonstrar a necessidade da atenção odontológica em âmbito hospitalar, por meio de um levantamento epidemiológico da condição bucal dos pacientes internados em unidade de terapia intensiva e demais alas hospitalares. Para confirmação do diagnóstico das alterações bucais,  será  coletado  material  biológico,  saliva  e  biofilme  da  cavidade  bucal  dos voluntários.

Condição bucal de pacientes hospitalizados: epidemiologia, avaliação clínica e citológica