Responsabilidade Social

Estudo da ação da drenagem linfática manual e ultrassom na recuperação pós-operatória de cirurgia plástica pós bariátrica

Melhoria das Condições de Vida da População e Ações de Inclusão

Unidade: Paranavaí

Titulação: Especialização - Atividade: Pesquisa Institucional

Cod. CNPQ: 0004000000 – Ciências da Saúde

Núcleo de Pesquisa: Ciências da Saúde e Desenvolvimento Humano

Linha de Pesquisa: Prevenção e promoção de saúde

Professora: Raquel Costa Machado

Resumo: A cirurgia plástica é um procedimento que vem sendo utilizado pela humanidade, desde a antiguidade. Na Idade Média, a cirurgia plástica era utilizada com a finalidade de reconstituir uma parte do corpo que foi lesada, e também pensando em melhorar uma deformidade do corpo, mantendo a forma anatômica.

Segundo a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica no Brasil (SBCP, 2016) a cirurgia plástica inclui os procedimentos cirúrgicos e não cirúrgicos para remodelar as estruturas normais do corpo, a fim de melhorar a aparência e autoestima. Eles explicam também que após a cirurgia de redução de peso (bariátrica) ou após perda excessiva de peso, a pele e os tecidos, perdem sua elasticidade, não estando em conformidade com o tamanho do corpo, dessa forma a pele totalmente estendida perde a sustentação deixando braços flácidos, mamas achatadas, abdômen semelhante ao avental.

O princípio básico da cirurgia plástica pós-bariátrica é melhorar o tecido cutâneo, para alcançar uma silhueta harmoniosa, diminuindo o excesso de pele, portanto uma cirurgia funcional. A drenagem linfática nos primeiros dias de pós-operatório deve ser realizada com muito cuidado, principalmente sobre o relevo cutâneo, que se encontra em fase de aderência, estando contraindicado o movimento de deslizamento profundo (LANGE, 2012). Segundo Perez e Vasconcelos (2014) em função das ações benéficas que o ultrassom promove, o mesmo é utilizando tanto na medicina como na estética, principalmente no processo de reparo tecidual, por promover regeneração tecidual (muito utilizado  em  tratamentos  pós-cirúrgicos),  por  ter  ação  anti-inflamatória,  analgésica,  antiedematosa. 

Trata-se  de estudo experimental, com análise qualitativa e quantitativa  dos  resultados.  Serão  atendidas  12  (doze)  voluntárias,  que  tenham  realizado  a  cirurgia plástica pós-bariátrica em região abdominal, que tenha entre 35 e 50 anos de idade. Essa seleção será realizada através de uma avaliação padronizada, onde todos os dados necessários para o referido estudo serão coletados. Serão realizados exames visual, e palpatório (para levantamento de fibrose e extensão do edema).

Estudo da ação da drenagem linfática manual e ultrassom na recuperação pós-operatória de cirurgia plástica pós bariátrica