Responsabilidade Social

Prevalência de colonização de recém-nascidos internados em uma unidade de terapia intensiva neonatal por microrganismos multirresistentes e de importância hospitalar

Melhoria das Condições de Vida da População e Ações de Inclusão

Unidade: Francisco Beltrão

Titulação: Doutorado - Atividade: Pesquisa Institucional

Cod. CNPQ: 0002120201 – Microbiologia Médica

Núcleo de Pesquisa: Ciências da Saúde e Desenvolvimento Humano

Linha de Pesquisa: Prevenção e promoção de saúde

Professor: Volmir Pitt Benedetti 

Resumo: Os neonatos admitidos em Unidade de Terapia Intensiva Neonatal correm um grave risco de desenvolverem infecções por agentes microbianos, quando isto ocorre, elevam-se as taxas de mortalidade, morbidade, destes pacientes. Para minimizar estes riscos, a equipe clínica utiliza diversas estratégias para diminuir o risco de infecção nestes pacientes, como o conhecer detalhadamente os índices de incidência de infecção, o tipo de agente envolvido, vigilância epidemiológica e quais são os principais fatores predisponentes.

Dentre as técnicas de vigilância epidemiológica, pode-se cita as culturas de vigilância, através da utilização do swab nasal e anal. Neste contexto, esta pesquisa possui como objetivo, analisar a microbiota intestinal de neonatos, internados  em uma unidade de terapia intensiva de um hospital público do sudoeste do Paraná, para investigar a presença de microrganismos multirresistentes e de importância hospitalar. A coleta, identificação fenotípica dos microrganismos isolados, bem como a realização dos testes de sensibilidade, será realizada pelo laboratório de análises clínica que presta serviço no Hospital Regional do Sudoeste do Paraná, já para as leveduras isoladas, serão empregado técnicas moleculares de PCR, a qual amplificara fragmentos da região ITS1-5.8S-ITS2, e fragmentos da gene 28S DNA ribossomal (rDNA), após a reação de amplificação será realizado o sequenciamento automatizado do rDNA, para que seja possível fazer a análise da diversidade genética dos isolados.

Prevalência de colonização de recém-nascidos internados em uma unidade de terapia intensiva neonatal por microrganismos multirresistentes e de importância hospitalar