Responsabilidade Social

Psicologia da arte e políticas públicas: caminhos possíveis para o desenvolvimento humano

Melhoria das Condições de Vida da População e Ações de Inclusão

Unidade: Cascavel

Titulação: Mestrado - Atividade: Pesquisa Institucional

Cod. CNPQ: 0007070000 – Psicologia

Núcleo de Pesquisa: Ciências Humanas e Sociais Aplicadas

Linha de Pesquisa: Sociedade, Educação e Desenvolvimento

Professora: Tatiane Superti

Resumo: O projeto tem como intenção elaborar e sistematizar práticas em políticas públicas, como educação, saúde e assistência social, por meio da psicologia da arte. A base teórica que permeia a pesquisa é a psicologia histórico cultural, tendo como principal referência Vigotski. Assim, o desenvolvimento das práticas será norteado metodologicamente pelos pressupostos vigotskiano, os quais, em se tratando de psicologia da arte apontam dois caminhos possíveis:

1) oferecer o contato e apropriação das obras; 2) construir espaços para o exercício dos processos criativos. A arte, na perspectiva assumida, é compreendida enquanto objeto cultural que contém em sua estrutura elevadas características humanas, por isso, pode contribuir para o desenvolvimento psicológico e humano. A psicologia da arte lida, então, com a análise das estruturas das obras e utiliza, intencionalmente, as respostas que podem suscitar nos sujeitos para provocar movimento ou transformação psíquica, no sentido de desenvolvimento das características humanas.

Psicologia da arte e políticas públicas: caminhos possíveis para o desenvolvimento humano