Responsabilidade Social

Terapia comparativa com enrofloxacina, tetraciclina e imidocarb, contra anaplasma phagocytophilum em equinos

Melhoria das Condições de Vida da População e Ações de Inclusão

Unidade: Umuarama

Titulação: Doutorado - Atividade: Pesquisa Institucional

Cod. CNPQ: 0005050000 - Medicina Veterinária

Núcleo de Pesquisa: Ciências Biológicas, Agrárias e Tecnológicas

Linha de Pesquisa: Farmacologia, toxicologia e terap. experimental

Professores: Luiz Romulo Alberton - Leonardo Garcia Velasquez

Resumo: A Anaplasma phagocytophilum infecta granulócitos, predominantemente neutrófilos, causando anemia e leucopenia em equinos ou Anaplasmose Granulocítica Equina (AGE). Os carrapatos da família Ixode spp. são os principais vetores, transmitindo esta enfermidade para vários mamíferos entre eles os equinos e seres humanos. Além de ser pouco estudada, ainda é uma doença com diagnóstico clínico impreciso, o que faz com que seja sub-diagnosticada em todo território nacional. Isto leva à grandes impactos para saúde humana e animal. Na busca de testes mais precisos alguns pesquisadores tem utilizado a técnica molecular de PCR (polymerase chain reaction), pois quando comparada aos outros métodos diagnóstico este possui uma maior eficácia.

Quanto ao tratamento, estudos comparativos entre os medicamentos disponíveis para uso em equinos quanto à efetividade e segurança, ainda são escassos. Portanto, o objetivo deste trabalho será verificar o eficácia e o tratamento de equinos com AGE. Para o desenvolvimento do projeto serão utilizados aproximadamente 120 equinos alojados na Sociedade Rural de Maringá, no município de Maringá-PR. Nestes animais serão realizados exames clínicos e posterior coleta de sangue através de venopunção da veia jugular utilizando tubos a vácuo em 2 frascos, sendo um com EDTA e outro denominado de tubo seco, para realizar o esfregaço em lâmina através de amostra de sangue coletada em regiões periféricas dos equinos.

Serão realizados os exames de Hemograma, Leucograma, Plaquetograma, Proteínas e suas frações, exames Bioquímicos (AST, ALT, URÉIA, CREATININA e CK), leitura microscópica da lâmina de esfregaço, e Nested PCR. Após a realização dos exames e detecção do agente infeccioso nos equinos testados, os animais positivos serão tratados em 3 grupos com diferentes protocolos, onde serão utilizadas as drogas a base de enrofloxacina, tetraciclina e imidocarb. Durante o período de tratamento e após o tratamento serão realizados novos exames para determinar a efetividade das drogas testadas.

Terapia comparativa com enrofloxacina, tetraciclina e imidocarb, contra anaplasma phagocytophilum em equinos